Santarém

Situada num planalto sobranceiro ao Tejo, Santarém foi, durante séculos, um local estratégico para a defesa do reino. Domina a vasta planície do Ribatejo, de que é a capital. Guarda do seu rico passado alguns monumentos na sua maioria góticos, espalhados num bairro antigo. As suas ruelas sossegadas atravessadas por escadas são um agradável local de passeio.

A cidade continua a ter um papel importante devido à sua localização já que é um nó viário essencial. Apesar da sua monumentalidade, tradições e História, Santarém não é uma cidade do passado. A aplicação do programa Polis ajudou-a a converter-se numa cidade moderna e equilibrada.

Santarém é capital do distrito que inclui os seguintes concelhos: Abrantes, Alcanena, Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Constância, Coruche, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Mação, Ourém, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém, Sardoal, Tomar, Torres Novas, Vila Nova da Barquinha.

 

O artesanato

Santarém é ainda rica em tradições artesanais. Cerâmica, faiança pintada à mão, latoaria, meias de linho, mantas, cestaria e trabalhos em bunho, uma planta que cresce nas lezírias e que depois serve para fazer trabalhos de empalhar, são algumas das actividades artesanais que estão vivas na cidade. As monas de Constância, bonecas feitas de trapos e canas, envergam trajes típicos da “Belle Époque”. Têm trajes de ama ou dama. Na Golegã produzem-se peças de barro vermelho que depois é vidrado de branco e pintado de azul ou amarelo. Podemos ainda encontrar no distrito artigos de cestaria, mantas e tapetes de retalhos, tecelagem, tanoaria, crivos, ferro forjado e madeira, tapeçaria, miniaturas de barcos, trabalhos em cortiça, correaria, bordados, azulejaria, olaria, brinquedos em madeira e trabalhos em vime e verga.

 

A visitar

Castelo de Ourém

Constância

Castelo de Almourol

Portas do Sol – Santarém

Convento de Cristo – Tomar



Carrinho  

Sem produtos

Portes 0,00 €
Total 0,00 €

Carrinho Encomendar